Dolar Hoje – Cotação em tempo real
USD
R$
DOLAR HOJE Ver cotação
EURO HOJE Ver cotação
BITCOIN HOJE Ver cotação

Dolar Hoje – Cotação em tempo real

Saiba Tudo sobre o Dólar

Mundialmente conhecida, o dólar é uma moeda de “peso” e que influencia muitos mercados, sendo também a moeda oficial dos Estados Unidos da América e é utilizada no mundo inteiro, tanto em reservas internacionais, como em livre circulação em alguns países.

Atualmente, sua expedição é totalmente controlada pela Reserva Federal dos Estados Unidos. A cotação do dólar varia conforme o câmbio e influencia, em alguns países como o próprio Brasil, toda a economia interna. Isto acontece, claro, porque existe a entrada e a saída da moeda no país, ou seja, o dólar circula naquele país.

Hoje em dia o dólar é expedido em moedas de 1, 5, 10, 25, 50 cents e de 1 dólar. Também é expedito em cédulas com notas de 1, 5, 10, 20, 50 e 100 dólares. Além dos EUA, também é a moeda oficial do Timor-Leste, do Equador, El Salvador, Panamá e Porto Rico. Existe ainda o chamado dólar canadense e australiano.

Um Pouco da História do Dólar

A história oficial do dólar iniciou-se em meados de 1776, com a necessidade eminente da criação de uma moeda capaz de financiar a Guerra de Independência dos Estados Unidos. O chamado dólar americano foi e é uma das moedas mais importantes no mundo, como já dito, atualmente. Seu nome teve origem da palavra “dollar” que, por sua vez, originou-se da palavra “thaler”, que era uma conhecida moeda de prata que circulava por toda a Europa durante o século XV.

Por muito tempo, o dólar, como a maioria das moedas do mundo, tinha seu lastro baseado no ouro onde, mundialmente falando, a grama deste precioso metal teve um parâmetro usado no mundo inteiro.

Este sistema durou até o início dos anos 70, quando o dólar já estava seriamente desvalorizado e já em 1971 a moeda americana deixou então de ser diretamente conversível em ouro. Surgiu então o conhecido “câmbio flutuante” englobando vários pares de moedas no mundo.

A Cotação do Dólar

A cotação do dólar é hoje base para diversas negociações no mundo, sejam de mercadorias, sejam de serviços. Esta cotação é puro reflexo da própria economia dos principais países do mundo, sendo influenciada pela situação deste ou daquele país.

Os Banco Centrais de cada país podem interferir no valor do dólar injetando mais dólares ou mesmo subtraindo-os do mercado. Isto afeta diretamente a balança comercial, para que a mesma consiga ter um fechamento favorável e não venha prejudicar a economia daquela país como um todo.

A economia de grandes países, como a China, por exemplo, pode influenciar positivamente ou negativamente na cotação do dólar.

Qual a Diferença entre Dólar Paralelo, Comercial e de Turismo?

Muita gente se pergunta qual a diferença nas cotações entre o dólar paralelo, comercial e de turismo. Qual devo adquirir quando vou, por exemplo, realizar uma viagem internacional. E quando retornar, na hora de trocar por reais, qual utilizo: dólar turismo ou comercial?

Mas a explicação é bem mais simples do que parece. O Dólar Comercial, por exemplo, é uma moeda comercializada entre os bancos e entre as principais instituições financeiras, tanto considerando valor de venda como de compra. Assim, ao viajar você jamais poderá considerar a cotação do dólar comercial.

Já o Dólar Turismo tem sua cotação voltada, como o próprio nome já denuncia, ao turismo. Também são negociados por casas de câmbio, bancos e diversas outras instituições financeiras devidamente autorizadas pelo Banco Central, que rege estas autorizações.

O Dólar Paralelo, apesar de não poder ser oficialmente tachado como uma moeda ilegal, é vendido por pessoas e empresas sem a devida autorização do Banco Central. Com base no BC, é um dólar ilegal, mas é muito comercializado. Utilizar o dólar paralelo pode trazer incertezas à sua negociação.

Taxas de Câmbio e Impostos sobre a Comercialização do Dólar

A chamada taxa de câmbio nada mais é que o valor da comparação do dólar, no nosso caso, com outras moedas. Assim, você consegue definir qual a taxa de câmbio no Brasil ao comparar o dólar com o real, por exemplo.

O Banco Central geralmente mostra o valor médio desta cotação do dólar (PTAX) que é praticado no país pela maioria das instituições financeiras e seu banco utilizará esta média para cobrar uma cotação menor ou maior. É por este motivo que muitas vezes a cotação do dólar quando compramos é diferente das divulgadas pelo próprio Banco Central e pela mídia em geral.

Quanto aos impostos, o principal imposto que incide sobre as negociações com dólar é o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Assim, quando você compra dólar, o imposto gira em torno dos 1,1% do valor adquirido.

Qualquer país do Mundo aceita Dólares?

Não exatamente. Muitos países, mesmo tendo seu lado turístico bem evidente, não aceita dólares como moeda legal em seu território. Países da Europa, por exemplo, que possuem por base o euro, geralmente não aceitam o dólar nas negociações comerciais.

Assim, se você ainda tiver dólares ao pousar em um destes países, procure uma filial do seu banco ou uma casa de câmbio autorizada por aquela país em questão para fazer a troca por moedas correntes.

No Brasil, onde Posso Comprar Dólares?

No Brasil, você pode adquirir seus dólares turismo diretamente nas instituições financeiras devidamente autorizadas pelo Banco Central do Brasil. A maioria delas são bancos privados, casa de câmbio, agências de turismo. O Banco Central disponibiliza ainda uma ferramenta muito útil chamada “Ranking do VET”.

VET é o “Valor Efetivo Total” que considera o custo da moeda estrangeira, tarifas e o IOF, ou seja, este ranking lhe mostrará os locais onde comprar seus dólares com as melhores cotações. Você pode também negociar com seu banco, tentando conseguir taxas mais competitivas e melhores para você.

Jamais troque seus dólares diretamente em casas de câmbio nos aeroportos. Geralmente estas casas praticam os preços mais altos da cotação da moeda, pois sabem que o turista tem poucas opções para conseguir a mesma.

Prefira também sempre comprar dólares em espécie, pois você pagará menos IOF. Pagar suas compras com cartões de crédito, por exemplo, em dólar, o IOF pago será bem maior.